terça-feira, 22 de maio de 2018

JÚLIO POMAR - "Se a Luz Tivesse Beiços"...










Se a Luz Tivesse Beiços


 Se a luz tivesse beiços rir-se-ia 
de quem fecha os olhos para ver 
do claro dia apenas sombra e esquivando o perigo 
de uma relação íntima com a dúvida 

não ousou nunca 
dar-lhe o braço, para não sentir 
o corpo dela a enlaçar o seu, e provar-lhe 
da carne o inesperado gosto. 

Júlio Pomar, in "TRATAdoDITOeFEITO" 


R.I.P.

20 comentários:

  1. O país ficou mais pobre.
    Luz e Paz para ele.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Elvira,

      Verdade. Um país define-se por muitas coisas: pelas suas fronteiras geográficas, pelos seus usos, costumes e pelas suas gentes. É claro que a parte mais visível a quem olha de fora é sempre a parte cultural... e na cultura vamos inevitavelmente perdendo sempre os nossos recursos humanos.


      Muita luz sim!
      Beijinhos...

      Eliminar
  2. Claro que seria espectável este desfecho . :(
    ... Mas estou "pasmado" com uma coincidência : Estive ontem a preparar um desfio de "Personalidades portuguesas" ! Eram 7 e lá estava o Júlio Pomar !!! :((
    Ao preparar o post, claro que vi e li muita coisa a seu respeito !
    Verdade que a sua notabilidade provém em primeiro lugar da Pintura e da escultura, mas não deixou também de escrever alguns poemas !... Talvez este, aqui publicado, o mais "interessante" !!!
    Fizeste bem em prestar-lhe esta homenagem !
    .

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rui,

      Este desfecho!? Como assim? Não sei nada da vida privada do senhor... talvez por isso não entendi o que escreveste.
      Afinal, ninguém cá fica para a semente.

      E então o desafio? Já não vai ter a sua composição inicialmente prevista!? «Eram 7 e lá estava o Júlio Pomar», disseste tu.


      Obrigada e Beijinhos

      Eliminar
    2. Como disse, estive a preparar um próximo desafio de "Personalidades" em que estava a incluir o Júlio Pomar. Li algumas coisas recentes sobre ele e soube que estava muito doente e internado (numa fase adiantada) :( Daí, o "ser expectável".
      Agora não fará muito sentido inclui-lo (como desafio) porque se tornou demasiado conhecido de todos. Nesse, todos acertariam.

      Eliminar

    3. Rui,

      Entendi.
      E o teu desafio ficou óptimo, mesmo só com seis personalidades.


      Beijinhos e obrigada
      (^^)

      Eliminar
  3. Here's a hot kiss
    without the neck ache.
    😏

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rick,

      Touché... :D
      (I love your sense of humor)

      😘

      Eliminar
  4. Deixa uma obra ímpar e uma marca profunda na arte moderna portuguesa.

    Concordo absolutamente com o Rui: "Fizeste bem em prestar-lhe esta homenagem!"

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Teresa,

      Obrigada! Era o mínimo que eu podia fazer... ajudar a perpetuar a memória do seu nome e obra.

      Beijinhos, deste vez, de chuva

      Eliminar
  5. Ele partiu, a obra que deixou ficará para sempre.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Pedro,

      Exactamente... o que prova aquele chavão que diz que o que somos e o que nos define são as nossas acções, os nossos actos, tudo o que fazemos.
      Conforme ouvi em testemunhos de pessoas que lhe eram muito próximas, Júlio Pomar era muito generoso, generoso no aspecto da forma como se dava à sua arte e a forma como a partilhava com os outros.


      Beijinhos meu querido, bom restinho de semana para ti também.

      Eliminar
  6. Pura: ARTE

    Merecida homenagem

    R.I.P

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Vitor.

      Recorda-lo-emos sempre que nos cruzarmos com a obra que nos deixou.


      Beijinho para ti também

      Eliminar
  7. Respostas

    1. Diana,

      Como todo o poema metafórico, é difícil perceber a mensagem que o autor nos quer transmitir. Mas assim fica mais rico ainda um poema que ganha tantos significados quantos os seus leitores, pois cada um o interpretará à sua maneira e à luz das suas próprias vivências pessoais.


      Beijinhos minha Princesa

      Eliminar
  8. Ficámos mais pobres, mas a sua excelente obra fica para apreciarmos e vermos com olhos de ver ! Obrigado Júlio !

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ricardo,

      E bem que precisamos de a ver com olhos de ver porque considero as suas criações, nos vários ramos das artes onde se expressou, de difícil compreensão.


      Obrigada a Ti também
      Beijinhos de fim de noite

      Eliminar
  9. Os lábios docemente encostados / Um olhar tímido, meio sem jeito / As mãos dadas, dedos entrelaçados / Um abraço apaixonado, num abraço perfeito// Com um ramo de :-) (sorrisos)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. YM,

      Palavras para quê...
      Brilhaste mais do que o poeta.
      Júlio agora diria: «E o poeta sou eu?»


      Beijinhos muito gratos
      (^^)

      Eliminar