sexta-feira, 13 de outubro de 2017

REVISITANDO FLORBELA ESPANCA - "Se tu viesses ver-me..."



POST REEDITADO  
(original de 24/04/2014)





                   Se tu viesses ver-me hoje à tardinha, 
                   A essa hora dos mágicos cansaços, 
                   Quando a noite de manso se avizinha, 
                   E me prendesses toda nos teus braços... 

                   Quando me lembra: esse sabor que tinha 
                   A tua boca... o eco dos teus passos... 
                   O teu riso de fonte... os teus abraços... 
                   Os teus beijos... a tua mão na minha... 

                   Se tu viesses quando, linda e louca, 
                   Traça as linhas dulcíssimas dum beijo 
                   E é de seda vermelha e canta e ri 

                   E é como um cravo ao sol a minha boca... 
                   Quando os olhos se me cerram de desejo... 
                   E os meus braços se estendem para ti... 


                   Florbela Espanca, in "Charneca em Flor"




a ouvir... 

64 comentários:

  1. Respostas

    1. Briana

      Florbela escreveu coisas maravilhosas... e não é à toa que este é um dos seus sonetos mais conhecidos.


      Beijinhos minha linda
      (^^)

      Eliminar
  2. Se fosse só para te ver amiga, mas gosto da forma subtil como abordas a sexualidade, na realidade as mulheres esperam um tigre na cama, perdoa-me a expressão. E os homens esperam sempre uma deusa que os leve às nuvens...

    Beijinho sem segundas intenções

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. David

      E afinal concretizou-se... pois vieste visitar os jardins! :))
      Entendo a tua perspectiva e não posso dizer que discorde dela.

      Os teus beijinhos são sempre bem vindos.
      Recebe de volta beijinhos de amizade
      (^^)

      Eliminar
  3. Afro, apenas um senão neste post...
    Hoje deveria ser um cravo! ;)

    A Luta continua!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. A.A.

      Bem visto! Aceito o reparo...
      Mas a grande Florbela deu-me uma ajudinha para eu me safar do esquecimento pois, como bem diz a Janita mais ali em baixo, o CRAVO está bem à vista nos últimos versos do poema.


      Beijinhos de Abril
      (^^)

      Eliminar
  4. O vermelho fica sempre bem... E hoje, mais que nunca!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. mmm's

      Verdade minha querida, como concordo contigo!
      Mas acredita que só me lembrei da "coincidência" depois de ler o comentário acima do teu :)


      Beijinhos na cor certa!
      (^^)

      Eliminar
  5. Olá, Afro!

    Quando li, na minha lista de blogues, o título do teu post, já sabia que viria encontrar aqui este soneto da Florbela!
    Tens a rosa vermelha na imagem, mas o CRAVO está bem à vista, no último terceto...no sol da tua boca, quando os olhos se te cerram de desejo...lol.:))

    Beijinhos de Abril!

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Janita

      É fácil de adivinhar pelo título... este soneto é muito conhecido por ser muito belo!
      Por acaso gosto mais de rosas do que de cravos... mas gosto da cor... se forem vermelhos! :)
      Curioso... há cravos de tantas cores... mas o normal é associarmos-lhes a que é símbolo de Abril!


      Beijinhos LIVRES e com vontade de te abraçar
      (^^)

      Eliminar
  6. Respostas

    1. Emiaj

      Olha quem veio colher flores aos meus Jardins...
      São rosas senhor, são rosas que trago no meu regaço! :))


      Bom ver-te por aqui meu querido!
      Beijinhos rubros
      (^^)

      Eliminar
  7. Perfeito!
    Florbela e Sofia ambas fantásticas.
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Papoila!!

      Que bom ver-te aqui... :))
      Eu ando sem grande tempo para andar por aqui... mas melhores dias virão!


      Beijinhos com saudades
      (^^)

      Eliminar
    2. Obrigada! Também tenho andado um pouco ausente.
      xx

      Eliminar
  8. Que revolução mais sexy!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Pedro

      Tu tens sempre as palavras mais certas!!
      :)))


      Beijinhos e Bom Fim de Semana
      (^^)

      Eliminar
  9. Só li o tìtulo. Carreguei e sem ver mais desfiei o poema mentalmente. Há tanto tempo que não o fazia :-)
    Adoro F. Espanca. Um beijo revolucionário!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Pusinko, minha flor!!

      Conheço este poema há tanto tempo, leio-o imensas vezes... mas não o sei dizer de cor!
      Tenho ideia que já me tinhas contado (em tempos idos) deste teu gosto tão igual ao meu! :)

      Quando vens cá? Sei que hoje é um dia especial para ti... mas em Maio há outro dia ainda mais importante! Estarás por cá nessa altura? Se sim, vê lá se avisas ok?


      Beijos encomendados
      (^^)

      Eliminar
    2. Olá :)
      Não tinha visto, não. Este ano ainda não decidi o que faço. Devo estar um fim de semana em Portugal mas tenho outros assuntos em andamento e não sei bem como faço. Se calharem apenas uns dias nem vale a pena avisar porque o tempo não estica. Caso consiga mais dias, pode dar para um café :)
      Sim, Florbela, uma mulher sempre na moda. Gosto tanto dela!

      Beijinhos

      Eliminar

    3. Got it!
      Fico a torcer para que o tempo estique... :))

      Eliminar
  10. Uma mulher à frente do seu tempo!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rosa

      Exactamente... e também ela uma revolucionária.
      Pena a sua luz se ter apagado tão prematuramente!


      Beijinhos intemporais
      (^^)


      Eliminar
    2. A ROSA DOS VENTOS voltou ao nosso convívio?

      Abraço as três 😘

      Eliminar

    3. Teresa,

      Não. Se reparares, este post foi publicado inicialmente em Abril de 2014 e agora fui revisitá-lo. O Comentário da Rosa dos Ventos é dessa altura. Mas ela continua a conviver com todos nós, se bem que apenas indiretamente já que só interage com o Rui lá no Coisas da Fonte.

      Eliminar
    4. Não, não reparei na data do comentário da 🌹 dos ventos.

      Continuo a pensar na 🌹 dos ventos; tenho pena que só queira interagir com o Rui.

      Abraço só para ti, AFRODITE. Uma não está presente e a poetisa já nos deixou há muito tempo.

      Eliminar
  11. Quando a Charneca, está em Flor, está tudo perdido!! :DDDDDDDDDDDDDDD

    Beijinhosssssssssss****************

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. S.O.G.

      hehehe
      Agora estiveste bem... :)))


      Beijinhos em flor!
      (^^)

      Eliminar
  12. Um dos poemas que gosto muito, eu gosto muito de ler Florbela.

    Desculpa o meu afastamento, mas para tudo existe um motivo.

    Bom domingo querida

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Querida Adélia

      Os amigos não se afastam... porque os trazemos sempre no coração.


      Um xi-♥ bem forte
      (^^)

      Eliminar
  13. Se fosse ver-te num tempo
    que pequeno se adivinha
    fosse manhã ou noitinha
    Que bom seria o momento
    Pois tua rosa era minha!

    Mas não, isso não foi possível
    e deleito-me no teu jardim
    Afrodite que és sensível...
    deixas contudo em mim
    teu perfume previsível!

    E neste momento de Abril
    onde não posso chegar,
    Sejas rosa ou sejas cravo
    das flores seria eu escravo
    e em tua cama de pétalas
    farias meu aconchegar!

    Bjinho Afrodite

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. "Maria"

      Lindo!!
      Conseguiste ofuscar a beleza do soneto da Florbela :)
      Não é à toa que sou tua fã confessa... sou e serei... sempre!


      Beijinhos perfumados
      (^^)

      Eliminar
  14. Pétala a pétala se desfolha a amada para o seu amante...

    Beijinhos Marianos, Afroditezinha! :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Maria

      Tão verdade!!!!


      Beijos desfolhados
      (^^)

      Eliminar
  15. Florbela é especial na forma como canta o amor.
    Este poema é um verdadeiro hino|

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Manuel

      Concordo contigo em género, número e grau!!


      Beijinhos poéticos
      (^^)

      Eliminar
  16. Ao tempo que não lia este poema....gostei muito de o reler agora...é eterno!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Maria

      É essa uma das características da poesia... é ser sempre actual e eterna.


      Um beijo e um forte abraço em ti
      (^^)

      Eliminar
  17. Uma poetisa que copiei na minha adolescência.

    A imagem um mimo como SEMPRE.

    Recebe um abraço logo a seguir ao pequeno almoço, à tardinha mando-te um outro 😎😎😎

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teresa,

      De vez em quando dá-me saudades de Florbela... e deste poema em particular! Por isso fui revisitá-lo e trouxe de novo este post cá para cima para apanhar um pouco de sol! :)

      Quanto à imagem, tenho de confessar que gosto muito dela!!


      Obrigada pelos abraços... :))
      Beijinhos frescos
      (^^)

      Eliminar
  18. Pois é...
    ...a Florbela não se limita a bater...
    ...Espanca!

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Cláudio,

      Fizeste-me dar uma gargalhada!
      Trocadilho notável! :D


      Beijinhos sem violência
      (^^)

      Eliminar
  19. Ai a Florbela, a minha musa das palavras bonitas.
    Para mim, escreve e descreve o desejo como poucos.

    Infinitos em Flor Bela ;)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rainha minha,

      Florbela é especial!
      Gostava de ter tempo para ler mais poesia...


      Beijinhos floridos
      (^^)

      Eliminar
  20. Afrodite.... essa terra chamada Portugal tem uma poeta maravilhosa em cada esquina.....
    Esse poema (aliás, a obra toda!!) de Florbela é fantástica!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. PDR,

      Felizmente também há poetisas fantásticas no Brasil :)

      Eliminar
  21. A red tulip for you !!!!!
    She loves me, she loves me not . . .
    xoxo
    (nice panties.)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rick,

      Thanks...
      I love tulips!!


      Big Hug
      (^^)

      Eliminar
  22. Poderosa deusa Afrodite.
    Que poema inexcedível!
    Certamente apreciarás o vídeo:
    https://www.youtube.com/watch?v=3NVrSMq2u0Q
    Caloroso abraço. Saudações poéticas.
    Até breve...
    Jardineiro JP
    Um jardineiro em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. JP,

      Estive a ver o documentário que me enviou sobre a vida de Florbela.
      Muito interessante.


      Obrigada pelo vídeo
      Beijinhos poéticos
      (^^)

      Eliminar
  23. A Florbela Espanca, espanta e encanta! É a minha preferida, adoro-a, creio que já sabias! E para emoldurar o soneto nada melhor que rosas, muitas rosas, vermelhas e não só.
    Para ti, minha querida, envio um ramo com um beijinho em cada pétala.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ju,

      Sabia sim 😘
      E tens toda a razão! Encanta e os seus poemas fazem-nos suspirar!
      O problema dos suspiros é quando esperamos alguém para nos vir ver à tardinha... e esse alguém nunca chega! :)


      Adorei o ramo de beijos...
      Beijinhos suspirados com saudades tuas
      (^^)

      Eliminar
  24. À muito que não leio Florbela de quem gosto imenso! Adorei a imagem e a música.

    Beijinho enorme

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Adélia,

      Estás como eu... e vou enganando as saudades com a leitura de um ou outro poema "avulso"!
      A música é uma velha amiga... eu em adolescente tive uma paixão assolapada pelo Miguel Bosé... heheheh


      Besitos
      (^^)

      Eliminar
  25. Excelente a poesia da Florbela, aliás lê-la é um bálsamo que nos deixa de alguma maneira "irritados" porque gostaríamos todos de poder dedicar poesia assim.
    A música é agradável... já estou a imaginar a Shakira com um corpete daqueles, ela que ainda por cima tem costelas a menos.
    A foto, como diz o Professor "venham os meus sais !!!" :))
    Muito bonito Afrodite !

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ricardo,

      Pus-me também a imaginar... mas olha que um corpete para uma pessoa como a Shakira seria "castrante"... já que ele envolve-nos e aperta-nos de tal forma que não nos deixa liberdade de movimentos como os que ela faz :D


      Ficaste a precisar de sais!!?? hehehe
      Beijinhos salgados
      (^^)

      Eliminar
  26. Respostas

    1. Marta,

      Concordo contigo :)
      Um beijinho!

      Eliminar
  27. Num país de poesia, as palavras fluem fartas e belas.

    Com um ramo de :-)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. YM,

      De poeta e de louco... todos temos um pouco! 😉


      Beijinhos fluidos
      (^^)

      Eliminar
  28. E eu vim ver-te hoje á noitinha na esperança do teu desafio :)))
    Não sei se decidiste acabar com os desafios de Domingo e eu não dei conta do aviso...se assim for desculpa ter vindo insistir que estas coisas só podem ser feitas quando apetece!!!
    Bjs e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Papoila,

      E eu adorei que me viesses ver! ​😉
      Mas o desafio está publicado desde as 21:00...
      Eu só interrompi a publicação na semana passada pelos motivos que conheces... :)
      Ora vai lá espreitar de novo!


      Beijinhos vermelhos
      (^^)

      Eliminar