domingo, 3 de janeiro de 2016

MEMÓRIAS...




        As memórias do que fomos e do que somos,
        das viagens e travessias que fizemos,
        ficam para sempre tatuadas na nossa pele.
        São aquilo que nos define...

        São como um perfume que não esquece,
        como uma fome que não passa,
        como uma rosa que não murcha,
        como uma dor permanente que nos acompanha.

        As memórias... somos nós.
        E as memórias não devem ser esquecidas!





a ouvir... 
Pat Metheny - «Not to be forgotten»

50 comentários:

  1. Algumas memórias são dor, outras são alegria. Umas como outras fazem-nos falta.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Luísa,

      Como tudo na vida há sempre as duas vertentes, o dia e a noite, o Yin e o Yang...
      O segredo é conseguirmos manter as "contas" equilibradas! :)


      Beijinho bom... e Bom Ano
      (^^)

      Eliminar
  2. Haja sempre memória!

    Beijos, amiga. :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Maria Eu,

      Há memórias (e presentes) que não esquecem...
      :))


      Beijos minha Amiga, Bom Ano!!
      (^^)

      Eliminar
  3. Creio não ser possível o ser humano, na verdadeira acepção do conceito, existir sem memória.
    Belo trio!
    Beijos, Afrodite.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Isabel,

      É verdade o que dizes, salvo raras excepções causadas pela doença, o ser humano (felizmente) guarda memória, as suas memórias. Em antagonismo, é uma pena que por vezes a humanidade esqueça tão depressa os ensinamentos da História...

      Obrigada querida, escrevi este pequeno pensamento a ouvir (em repeat) este belo tema de Pat Metheny.
      Muitos Beijinhos
      (^^)

      Eliminar
  4. Muito bem dito ou escrito. É o que penso também.
    um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Gábi,

      Então estamos em sintonia, Amiga!


      Beijinhos... e um Bom Ano!
      (^^)

      Eliminar
  5. Sem memória não existem amanhãs

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Eufrázio,

      Eu por acaso diria de outro modo: sem memória não existiu o ontem.


      Um abraço e felicidades para ti neste novo ano
      (^^)

      Eliminar
  6. Não podemos esquecer e muito menos negar as nossas memórias. É o que nos sustenta...

    Beijinhos e votos de Bom 2016, minha querida!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Graça,

      O que nos sustenta... e o que nos torna diferentes de todas as outras pessoas.


      Beijinhos e abraços apertadinhos!
      Um excelente 2016 também para Ti
      (^^)

      Eliminar
  7. I agree... not to be forgotten!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Catarina,

      Definitely my dear!


      Bom Ano Minha Querida!
      (^^)


      Ah... não esqueci os teus beijinhos :))

      Eliminar
  8. Sem dúvida: As nossas memórias somos nós! Nunca as poderemos negar ou renegar!

    Bom Ano 2016! Que te fique gravado - mais do que na pele- na alma, pelas melhores e mais gratas memórias, Afrodite.

    Beijinhos com boas memórias.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Janita,

      Agradeço de coração tudo o que escreveste!...
      (e assino por baixo os teus votos e endereço-tos também a Ti)
      2015 foi um ano duro para mim (e julgo que para ti também) e por isso acho bem que 2016 nos compense!! :)))


      Muitos beijinhos Amiga, envolvidos por gratos abraços
      (^^)

      Eliminar
    2. Vai compensar!!! Digo eu, cheia de fé.
      Fiquem bem as duas meninas que precisam de um ano melhor do que o anterior.
      bjs

      Eliminar

    3. Papoila,

      Obrigada minha Querida, vou fazer figas... e ter fé!!


      Um grande abraço e muitos beijinhos e que o teu ano seja fantástico e cheio de boas memórias
      (^^)

      Eliminar
  9. Um momento teu de forte sentimento! Presumo.
    Gostei de ouvir Pat Metheny.

    Existe em mim memórias muito presentes, umas boas outras menos boas como tudo na vida, que por vezes me dão força!

    Beijinho Amiga e um Bom Ano.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Adélia,

      A etiqueta ali em baixo responde por mim.
      E PM é um músico excepcional. Desde que conheci este tema não consigo parar de o ouvir em repeat... até me saciar!

      Temos de nos agarrar ao que é bom para superar o menos bom... ou mesmo o mau! Tu és um exemplo de força e coragem para todos nós.
      Obrigada pela tua amizade e testemunho.
      Um Bom Ano para Ti e todos os teus.

      Eliminar
  10. Como esquecer as memórias , se são únicas, se são mágicas, se somos nós ? …
    "Viver e sentir a magia de um momento e deixar que essa memória perdure gravada a fogo na nossa pele." (Afrodit dixit)

    Beijinhos de Novo Ano :) … e que seja um ano de boas memórias !


    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rui,

      Ena ena... fiquei de queixo caído! Estiveste a ler o meu «ARREBATAMENTO...»
      Há memórias mágicas sim, e essas não são mesmo para esquecer!


      Obrigada meu querido amigo, por me recordares as minhas próprias palavras.
      Beijinhos para Ti
      (^^)

      (reparei que tens uma foto de perfil nova...)

      Eliminar
  11. Tinha pele
    e a dureza da vida a curtiu
    tanto, tanto
    que minha pele não se dá gravada
    passou de pele
    a couraça

    A memória
    gravo-a em mim
    na alma
    que é uma espécie de jardim

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rogério,

      Verdade isso sim...
      A nossa alma é uma espécie de jardim!
      Bonito isso! :)


      Beijinhos floridos
      (^^)

      Eliminar
  12. Que belo poema! As memórias somos nós, fazem parte de nós, devem-se assumir na nossa identidade e não consumi-la. Sou apegada às minhas. Tenho aprendido a seleccioná-las. Não ignoro as que me trouxerem amargo de boca, mas tento activamente dar-lhes o sabor neutro cada vez que as tiro da prateleira para limpar o pó. (Sim, ganham pó porque há memórias que só visito raramente, pois demorei a chegar à prateleira mais alta para as arrumar :o)

    E aquele abracinho que foi magnífico?
    Aqui vai outro bem apertado e digital. Cuide-se bem que eu gosto de si assim linda e de gargalhada fácil.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Pusinko,

      Minha Princesa... e já me escreveste dessas terras frias! :(
      (espero que a viagem tenha corrido bem)

      E quanto aquele abracinho magnífico? Vai ficar no rol das memórias deliciosas! ♥
      Cuida-te tu também... e cá fico à espera de notícias!


      Beijo especial para alguém muito especial
      (^^)

      Eliminar
  13. Pobres dos que não têm memórias, Afrodite.
    Maior pobreza não haverá.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Pedro,

      Tão verdade!!...
      O que seriamos nós sem lembranças?


      Obrigada, boa semana para esse lado do mundo também
      (^^)

      Eliminar
  14. Boa tarde, Voto que este novo ano, seja vivido com muita felicidade.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. António,

      Fiquei feliz com os teus votos... e grata tos agradeço retribuindo.

      Bom Ano Amigo!
      Beijinhos festivos
      (^^)

      Eliminar
  15. As memórias nos servem de pertinentes referências.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Cadinho RoCo,

      E são essas referências que fazem de cada um de nós seres únicos... e por isso especiais.

      Grata pelo comentário
      Bom Ano
      (^^)

      Eliminar
  16. E é nas memórias que tantas vezes nos apoiamos e nos dão força para ir em frente.
    Farão sempre parte de nós e este poema lindo que nos deixas comoveu-me. É a tua sensibilidade e emoções que falam mais alto.

    Beijinhos amiga

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Manu,

      Dão-nos força para ir em frente e são também elas quantas vezes que nos ajudam a perspectivar os nossos problemas e a decidir por onde seguir.


      Obrigada Amiga, as tuas palavras fazem-me sempre bem.
      Gosto Muito de Ti!
      Beijinhos e um excelente ano
      (^^)

      Eliminar
  17. Não quero apagar as minhas memórias, nunca !
    O teu Bom Gosto continua apurado, digno de uma Deusa !
    Sou eu que digo obrigado Afrodite por trazeres aqui esta foto plena de sensualidade e estas palavras que tão bem expressam a/s memória/s e o Pat Metheny !!!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ricardo,

      Obrigada pelo carinho :)
      Posso garantir-te que desta vez este post deve-se ao Pat M. pois foi este belo tema (pelo qual me "apaixonei") que me serviu de mote e me inspirou a escrever sobre memórias.
      As nossas memórias são o nosso tesouro... por isso são "not to be forgotten".


      Beijinhos apadrinhados pelo mestre Metheny
      (^^)

      Eliminar
  18. BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAANOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Cláudio,

      Oooouuuuviiii-teeeee peeeeerfeiiiiiiiitaaaaameeeeenteeee!! :D

      Booooooooooooooom Aaaaaaaaaaaanooooooooooo paaaaaaaaaaaaaaaaraaaaaaaaaaaaaa tiiiiiiiii taaaaaaaaaaambéeeeeeeeeeeeeeeem!!


      BEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEIIIIIIJOOOOOOOOOOOOOOOO
      (^^)

      Eliminar
  19. Belíssimo tema.
    Que seja para Ti, um ano novo que te preencha de boas memórias! :))

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Jaime,

      Que bom estares aqui :))
      O ano de 2015 deu-nos algumas memórias que construímos em conjunto... espero que 2016 nos proporcione muitas mais!


      Bom Ano Meu Querido Amigo
      Muito Beijinhos... e inté!
      (^^)

      Eliminar
  20. Desculpa mas eu cá não tatuo nada! Prefiro arriscar na capacidade de memória! Beijoca!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rafeiro,

      Não tenhas medo... olha que não dói nada! :))


      Beijinhos e latidos
      (^^)

      Eliminar
  21. E alguém esquece as próprias memórias (sem falar naquela horrível doença)? Nananinaná. Boas ou más, são nossas e muito nossas, ajudaram-nos a crescer e a sermos aquilo que somos hoje... :)

    Beijocas memoráveis!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Teté,

      Comentário irretocável!
      Assino em baixo Amiga!


      Beijão... sem esquecimentos
      (^^)

      Eliminar
  22. São as nossas memórias que nos conduzem para nosso futuro.
    É por elas e com elas que sabemos quem somos e para onde queremos ir.
    Eu acho assim.
    Beijo e sorrisos, sempre

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. KOK,

      E achas bem! Achamos os dois!
      O que eu não acho bem é não saber nada de ti...


      Saudades dos teus sorrisos
      Beijos preocupados

      Eliminar
  23. Olá deusinha !
    s memórias são como raízes que alimentam o nosso equilíbrio :)
    até já !
    Angela

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Angela,

      De raízes entendo um bocado... como as raízes do pensamento... ou como as raízes da amizade! Tal como a nossa... que já tem raízes.


      Beijinhos em equilíbrio!
      (^^)

      Eliminar
  24. Lindíssimo texto teu. Muitos parabéns!

    Vejo as memórias como a nossa sombra, cujo recorte varia conforme se posiciona o nosso corpo e a nossa alma.

    Com um ramo de :-) (sorrisos)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. YM,

      Acho que concordo contigo... são uma espécie de sombra sim, se bem que a palavra sombra encerra em si uma conotação um pouco "sombria".


      Brindemos às memórias do futuro
      (^^)

      Eliminar