quinta-feira, 12 de novembro de 2015

BOLERO (de Maurice Ravel) ...


Esta música é perfeita para fazer amor. 
Começa suavemente, pianinho... depois vai aumentando o ritmo, sempre em crescendo... como uma cavalgada até ao êxtase final. 



BURMESTER, LAGINHA, SASSETTI
«3 Pianos» - um espectáculo registado ao vivo no grande auditório do CCB, em Lisboa.

12 comentários:

  1. I've always felt Bolero was the perfect music to do it to, don't you think?
    And with 3 pianos, maybe a ménage à trois . . .
    :-)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rick

      It certainly is a "ménage à trois" musicaly speaking :D
      Those three pianists are portuguese. One of them, Bernardo Sassetti is, unfortunately, deceased.


      3 kisses...
      (^^)

      Eliminar
  2. Sabes que é uma das minhas favoritas. Até a enviei para o teu passatempo de aniversário! :)

    Beijos envolventes. :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Maria Eu

      Sei sim...
      Esta música marcou-me em muito novinha... e está gravada na "espinha dorsal" da minha memória musical!
      (este é apenas mais um detalhe de tantas outras sintonias que temos)


      Beijinhos amiga... e boa noite
      (^^)

      Eliminar
  3. Aquele trio que se desfez com a morte estúpida de Bernardo Sassetti :(
    Concordo que é um óptima fundo sonoro :)))
    Beijinhos, bfds

    ResponderEliminar
  4. Quem viu “10 – Uma mulher de sonho” associará o Bolero a este filme!
    : )

    ResponderEliminar
  5. Faz-me lembrar a Bo Derek...

    :)

    ResponderEliminar
  6. Uma musica fantástica e estou de acordo com a sua opinião.
    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. Que coincidência: vou inclui-la numa exposição que estou a preparar.;)
    Beijo e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  8. Oh! ... minha querida Amiga ! ... O que tu vieste pôr aqui ?! ...
    Se fores ao "meu perfil" do meu blog encontrarás lá em primeiro lugar dos "filmes da minha vida", o   Les uns et les autres   em que este tema faz parte integrante e ocupa os 15 minutos finais do filme com todos os actores, ou a assistir ou a interpretar e uma interpretação dançada por Jorge Donn,  maravilhosíssima !
    Sabes que eu não consigo ouvir/ver isto sem me emocionar de tal maneira que tenho mesmo que desligar ?! ...
    Para mim é a coisa mais bela de tudo o já vi e ouvi ! ... Por favor, peço-te, não deixes de ver  e se puderes procura ver o filme, que é  comovente, perturbador, complexo, com a história de vida de 3 gerações, extraordinário,!!!

    Obrigado, Afrodite ! ... Todos nós, uns e outros somos a vida que vale a pena ser vivida, apesar de tantos dramas e escolhos !

    ResponderEliminar
  9. Uma maravilha de música!! Mas para fazer amor.... a mim, pessoalmente, desconcentrar-me-ia.... É que gosto tanto de música que, quando oiço, não consigo fazer outra coisa a não ser dançar...

    Manias, né?!.....

    Beijinhos musicais

    ResponderEliminar
  10. Olá deusa! eu a pensar que teria de vir espraiar-me nos teus jardins, mas rebolar-me assim ao som das notas desta música, isto não estava previsto ! mas já que aqui estou...
    não sei se o Ravel copiou estas sequências "diabólicas" de algum lado ?! a não ser as origens da Hispânia ?! o sucesso é mundial
    fica a vontade de um dia destes colocar este trio no meu blogue
    beijinhos
    Angela

    ResponderEliminar