terça-feira, 7 de abril de 2015

DAME LA MANO... (reeditado)





                Dame la mano y danzaremos;
                Dame la mano y me amarás.
                Como una sola flor seremos,
                Como una flor, y nada más…

                El mismo verso cantaremos,
                Al mismo paso bailarás.
                Como una espiga ondularemos,
                Como una espiga y nada más.

                Te llamas Rosa y yo Esperanza;
                Pero tu nombre olvidarás,
                Porque seremos una danza
                En la colina y nada más…


            Gabriela Mistral



(POST REEDITADO na comemoração do 126º aniversário da poetisa)


a ouvir... ♫
Carlos Gardel - «Por una Cabeza»

25 comentários:

  1. Reconheço que a rosa está muito bem posicionada. : )

    ResponderEliminar
  2. Embora Gabriela Mistral tenha ganho o Nobel, nunca li nada desta autora brasileira.

    ADOREI a fotografia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que grande distraída que eu sou.

      Gabriela Mistral é CHILENA.

      Eliminar
  3. Com as mãos nos amamos e nos oferecemos
    Com a dança do amor nos construímos numa só flor.
    Li e reli porque é belo demais.

    ResponderEliminar
  4. Oh my. Such a romantic post.
    I think that tango film sequence is one of the sexiest done.
    Thank you (again.)

    You're good.
    xoxo

    ResponderEliminar
  5. Querida Afrodite é lindo demais!!!

    olha que te ofereço as meninas de Ovar, um vídeo que acho que fica muito bem no teu blog:

    https://www.youtube.com/watch?v=eqLqU6ora_I

    espero que gostes!
    beijinhos de muita amizade
    Angela

    ResponderEliminar
  6. A foto (maravilhosa), o poema e a música, estão fantásticos, Afrodite mas vou-me focar no “botão de rosa”, na flor.
    A “Flor” e especialmente o botão de rosa vermelho sempre teve uma forte “carga sexual e até erótica” ! Por isso estão ligados à “paixão”, à oferta à mulher amada, ….
    Claro que, com o passar do tempo, “o termo”, passou também a designar “outras coisas” !
    Não sei se é do “vosso tempo” (no meu, de adolescente, era corrente) , que quando uma rapariga virgem, perdia a virgindade antes do casamento (raro, mas não tanto como isso), se dizia que “foi desflorada” ! … Perdeu a “sua flor” o “seu botão de rosa” ! :) … e dificilmente se conseguiria casar com outro que não o “autor” ! Estava “desonrada” ! … Vejam lá ! :))

    Por curiosidade, certamente não sabem, muitas raparigas que pretendiam casar com A ou B, esperavam que "ele" fosse para a tropa e então, preparavam uma situação em que “a coisa” acontecesse e “voilá” ! … Era só apresentar queixa no quartel e o rapaz era mesmo obrigado a casar ! rsrsrs … Testemunhei oficialmente vários casos destes, “presencialmente”, no Instituto de Medicina Legal, onde a rapariga teria que se apresentar para ser verificada a “sua desonra”, ou desfloração, ou rompimento do hímen, ou do “virgo” !
    Hoje em dia esse “conceito” perdeu toda a razão de ser ! …e muito justamente, diga-se e entenda-se. Não fazia qualquer sentido ! :((

    ResponderEliminar
  7. Excelente comentário este teu, Rui.
    Que tempos foram esses sem sentido algum, mas passaram.
    Quanto à música está demais, Afrodite, uma música "à moda antiga".
    A imagem nem digo nada porque sabes que adoro vermelho e o Rui, já disse tudo sobre a cor e a rosa e seu simbolismo.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :))) Obrigado, Cantinho ! As "vantagens" da idade ! rsrsrs ... Também tem e não são poucas !!! :))

      Eliminar
  8. Te llamas Rosa y yo Esperanza

    Dancemos!

    ResponderEliminar
  9. A paixão é tão sublime quanto a beleza da rosa.
    Bela reedição.
    beijos

    ResponderEliminar
  10. Fantástico este belo Tango do genial Carlos Gardel.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  11. Muito oportuna e justificada a reedição ! Estive a ver quem era a Gabriela Mistral (não conhecia) !

    Dame la mano y te dare un beso.

    ResponderEliminar
  12. Vamos lá ver se há uma escola com professor por perto para aprender a dançar assim?!

    https://www.youtube.com/watch?v=ic4PQ-tnwJw&list=RDGcxv7i02lXc&index=2

    ResponderEliminar
  13. Adoro dar a mão. Seja ao meu namorado, seja à minha mãe, seja à minha irmã, à minha tia. Gosto mesmo!

    ResponderEliminar
  14. E eu tão ignorante que não conhecia esta prémio Nobel....

    Gostei do poemeto!!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. Olá, peço desculpa por só agora estar a responder...mas só hoje li o teu comentário que deixaste no Pausa para Café! E sim, tens razão, ando sempre a saltar de um lado para o outro. Já ando nisto há mais de dez anos e nunca mais aprendo que o mundo virtual é muito mais complexo do que imagino. Não fosse esta paixão enorme pela blogosfera e tinha ido de vez.
    Beijinho e muito obrigado!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Linda, linda a imagem, amei!
    Ouvir o tango recordei um grande amigo (fão de Carlos Gardel) que partiu.

    Beijinho com muito carinho

    ResponderEliminar
  17. A esticar a mão para chegar de Macau a Portugal.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Também não conhecia esta laureada com o Nobel da Literatura, o que não admira muito porque normalmente não leio poesia - só assim por aqui pelos blogues, e pouco, mesmo assim.

    Gostei da música (que pena que tenho de não saber dançar tango) e da foto, está claro. E adorei a explicação do Rui em relação aos magalas obrigados a casar - que desconhecia de todo! :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  19. Uma publicação de Muito Bom Gosto !

    ResponderEliminar
  20. olá Afrodite, venho deixar votos de um feliz fim de semana!
    Angela

    ResponderEliminar
  21. olá Afrodite venho deixar votos de um bom domingo
    Angela

    ResponderEliminar
  22. Gardel o cantor que tornou o tango imortal.
    Mas. Neste caso, eu digo dA-me a rosa.

    ResponderEliminar