terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

BEIJOS COM BIGODE...




Descobri há dias um interessante texto de título «La Moustache», escrito pelo escritor francês Guy de Maupassant, um homem de respeitoso bigode como os tinham quase todos os cavalheiros da época, no qual ele descreve uma "conversa" por carta entre duas senhoras. E sobre o que fala a escritora da carta? Como já devem ter adivinhado... sobre os beijos com bigode e suas virtudes.


E na carta ela dizia...

«(...) A sério, um homem sem bigode já não é homem. Não gosto lá muito de barba; dá-lhes quase sempre um ar negligente, mas o bigode, oh!, o bigode é indispensável a uma fisionomia viril. Não, tu não poderás nunca imaginar quão útil ao olho é aquela pequena escova de pêlos sobre os lábios, ao olho e ... às relações entre os Esposos. Surgiram-me acerca deste tema uma série de reflexões que nem sequer te ouso escrever. Dir-tas-ei de bom grado ... em voz baixa. Mas é tão difícil encontrar palavras para exprimir certas coisas, e algumas delas, que não podem de todo ser substituídas, assumem sobre o papel um aspecto tão desagradável, que não as posso traçar. E, além disso, a temática é tão difícil, tão delicada, tão escabrosa que seria necessária infinita ciência para a abordar sem perigo.
Enfim! Tanto pior se tu não me perceberes. E, além disso, minha querida, esforça-te um pouco por ler nas entrelinhas. 

Sim, quando o meu marido me chegou escanhoado, compreendi logo que nunca teria um fraquinho por um cabotino, nem por um pregador, ainda que fosse o padre Didon, o mais sedutor de todos! Depois, quando me encontrei, mais tarde, a sós com ele (o meu marido), foi bem pior. Ó, minha querida Lucie, nunca te deixes beijar por um homem sem bigode, os beijos dele não têm nenhum gosto, nenhum, nenhum! Deixa de haver aquele encanto, aquela macieza e aquela ... pimenta, sim aquela pimenta do verdadeiro beijo. O bigode é a pimenta do beijo. 
Imagina que te pespegam nos lábios um pergaminho seco ... ou húmido. Eis a carícia do homem escanhoado. 
Deixa de valer a pena seguramente. 
De onde vem pois a sedução do bigode, dir-me-ás? 
Sei-o eu? Para começar faz umas cócegas deliciosas. Sente-se antes de a boca e faz com que um arrepio encantador te percorra o corpo todo, até à ponta dos pés. É ele que acaricia, que faz vibrar e estremecer a pele, que produz nos nervos aquele frémito delicioso que te faz soltar um ah! pequenino, como se tivesses imenso frio. 
E no pescoço! Sim, já alguma vez sentiste um bigode no pescoço? Embriaga-te, crispa-te, desce-te pelas costas abaixo, estende-se à ponta dos dedos. Nós torcemo-nos, sacudimos os ombros, deitamos para trás a cabeça; apetece-nos fugir e ficar; é adorável e irritante! Mas como é bom!

E além disso ... será que ouso mais? Um marido que te ame, sabe efectivamente encontrar um punhado de cantinhos onde esconder os seus beijos, cantinhos nos quais nós mesmas nunca pensaríamos. Ora bem, sem bigode também estes beijos perdem muito do seu gosto, para não falar do facto de que se tornam quase inconvenientes! Explica isto como conseguires. Quanto a mim, eis a razão que encontrei. Lábios sem bigodes estão nus como um corpo sem roupa; e a roupa é sempre precisa, muito pouca, se quiseres, mas é precisa!
O criador (nem sequer ouso escrever outra palavra ao falar destas coisas), o criador teve o cuidado de assim velar todos os abrigos da nossa carne onde se deveria esconder o amor. Uma boca escanhoada faz-me lembrar um bosque abatido em redor de uma fonte onde se costumasse ir beber e dormir. (...)»


FONTE: http://www.truca.pt/raposa_textos/poesia_32_beija_me.html
Texto Original Em Língua Francesa: http://maupassant.free.fr/textes/moustach.html

24 comentários:

  1. Caramba o que já me ri com esta carta, tanto pormenor, será que foi entendida!
    Ai amiga, só tu para descobrires estas coisas.
    Bom aqui que ninguém nos ouve, eu não sei o que é beijar um homem sem bigode, o meu falecido marido tinha bigode, outras vezes bigode e pêra. O meu folha seca sempre usou bigode e pêra.
    Já sei, queres saber se o conteúdo da carta tem razão de ser :)))

    Beijinhos muitos sem bigode :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Adélia

      Ora vês como tu me entendes??
      Conta-me tudo!! :)))
      O meu marido em tempos ainda chegou a "ameaçar" deixar crescer bigode... e eu, parva, nunca o "deixei"! (lol)
      Mas como disse ali mais em baixo o Rui... agora os bigodes estão em desuso... e por isso vou ter de esperar que a moda volte a pegar, nunca se sabe se ele volta a pensar no assunto!! :))))


      Beijinhos de buço depilado
      (^^)

      Eliminar
  2. Oh Afrodite, tenho ficado atrasada nas leituras! ainda bem que cheguei a tempo, antes de colocares a carta no correio! assim aproveitei o seu conteúdo tão esclarecedor!
    de tão detalhada que é! o imaginário em todo o seu esplendor!
    abraços
    Angela

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ângela

      Esclarecedor... mas que ao mesmo tempo desperta uma imensa curiosidade a quem não conhece a magia de um beijo com bigode! :))
      Achei deliciosa esta carta... e se puderes lê o original. Pensei em ti... e coloquei o link no fundo do post.


      Beijinhos com selo
      (^^)

      Eliminar
  3. Será que é mais "útil" que bonito??? :))))
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Papoila

      Ora isso não te sei dizer... até porque o conceito de bonito é muito subjectivo!
      Dos homens da minha família, um dos meus irmão usou bigode... e ficava-lhe bem... mas era uma época em que ainda se usava bastante. O meu irmão mais velho usou barba e bigode... e deixou-a crescer para lhe dar um ar de mais velho... pois passava sempre pelo irmão mais novo dos dois!... e não achava piada nenhuma! :)
      Mas isso já são histórias antigas...


      Beijinhos modernos
      (^^)

      Eliminar
  4. Claro que não posso ter opinião ! :) … Nunca fui beijado por alguém com bigode e na verdade também nunca pude sentir a reacção feminina a um beijo meu com bigode, porque nunca o usei ! rsrs
    Creio eu que o bigode está em desuso, assim como o estão as restantes pilosidades, femininas e também masculinas ! … Será que no futuro voltaremos ao bigode ? … rsrs … Se eles dizem que elas gostam ! …. Quem sabe ? … Estou curioso com opiniões femininas ! rsrsrs
    :))

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rui

      Estás curioso tu e estou eu!! Eu bem puxei pela língua à nossa amiga Adélia... mas pelos vistos ela também não tem termo de comparação! :))

      Bem, sempre podes arranjar um bigode postiço e pores a L. à prova...
      Depois conta-nos tudo!! hehehe


      Beijinhos na tua carinha bem escanhoada
      (^^)

      Eliminar
  5. Sou suspeito para dar a minha opinião sobre o assunto, porém ninguèm se queixou, que eu saiba!
    Beijos abigodados! :))

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Emiaj

      Ó meu amigo, caíste hoje aqui como "sopa no mel"!!
      Há que tempos que não ve(i)jo esse bigode!!
      Não há como um catedrático para nos falar do tema de hoje! Mas neste caso, és mesmo suspeito... tenho de "enviar uma carta" à tua cara metade a pedir a opinião dela! :D


      Abraços e saudades!
      (^^)

      Eliminar
  6. A minha mulher detesta bigode ou barba.
    Já experimentei e deu mau resultado.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Pedro

      Pelo tu já podes dar opinião... pois fizeste a experiência! :)
      E tu, gostavas de te ver com "pelos nas ventas"?? :D


      Beijinhos inquiridores
      (^^)

      Eliminar
    2. Tinha dias, Afrodite.
      Quando deixava de achar piada pegava numa lâmina e fazia a barba.
      Beijinhos de rosto bem escanhoado

      Eliminar

    3. Lá está... tinhas bom remédio! :))
      A decisão de a tirar é fácil e rápida de concretizar... mas a de a deixar crescer já leva o seu tempo até se chegar ao ponto óptimo.

      (^^)

      Eliminar
  7. Com ou sem bigode...o segredo do beijo está na forma e intensidade!
    Portanto,
    Beijinho, beijo ou beijão...é bom quando nos toca no coração!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. "Maria

      Palavras sábias... e muito bem ditas!
      Que bom ver-te "no activo" de novo!! :D


      Para Ti é um beijão direitinho ao teu ♥
      (^^)

      Eliminar
  8. P.s. Tenta entrar no meu blog pff.. eu mudei de link e gostaria de saber se continuam a conseguir entrar normalmente..
    Se não conseguires o novo link é http://mudodeumaprincesa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Excelente texto que passo a comentar algumas frases:

    " esforça-te um pouco por ler nas entrelinhas.",
    não é preciso, a própria frase leva-nos a imaginar coisas, ui!

    "pimenta, sim aquela pimenta do verdadeiro beijo. O bigode é a pimenta do beijo. "
    fazes-me rir, Afrodite...conheço esta frase de algum lado...

    "Para começar faz umas cócegas deliciosas. Sente-se antes de a boca e faz com que um arrepio encantador te percorra o corpo todo, até à ponta dos pés. É ele que acaricia, que faz vibrar e estremecer a pele, que produz nos nervos aquele frémito delicioso que te faz soltar um ah! pequenino, como se tivesses imenso frio.

    Ai, que arrepio... no corpo e na mente, ahahahahahaha!

    E no pescoço! Sim, já alguma vez sentiste um bigode no pescoço? Embriaga-te, crispa-te, desce-te pelas costas abaixo, estende-se à ponta dos dedos. Nós torcemo-nos, sacudimos os ombros, deitamos para trás a cabeça; apetece-nos fugir e ficar; é adorável e irritante! Mas como é bom!
    Se não é bom no pescoço... com ou sem bigode.

    "Um marido que te ame, sabe efectivamente encontrar um punhado de cantinhos onde esconder os seus beijos, cantinhos nos quais nós mesmas nunca pensaríamos. Ora bem, sem bigode também estes beijos perdem muito do seu gosto, para não falar do facto de que se tornam quase inconvenientes! Explica isto como conseguires"

    Hummmm! E quantos cantinhos, mas se o bigode é hummmm! sem bigode não deixa de ser hummmm! ahahahahahahahahahahahahahahaha!

    "Uma boca escanhoada faz-me lembrar um bosque abatido em redor de uma fonte onde se costumasse ir beber e dormir".
    Ahahahahahahahaha, "um bosque abatido", ahahahahahaha!

    Gosto de um bigode aparado, com charme bem arranjado, nada de farfalhudos (que nojo!), mas um homem sem bigode encanta-me mais.
    E mais não escrevo porque este o Monsieur Guy de Maupassant tinha uma imaginação tão fértil quanto o seu bigodão.








    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "E no pescoço! Sim, já alguma vez sentiste um bigode no pescoço? Embriaga-te, crispa-te, desce-te pelas costas abaixo, estende-se à ponta dos dedos. Nós torcemo-nos, sacudimos os ombros, deitamos para trás a cabeça; apetece-nos fugir e ficar; é adorável e irritante! Mas como é bom!
      Se não é bom no pescoço... com ou sem bigode"

      Esqueci-me deste parágrafo.
      Pescoço, oh, no que a "senhora" foi fala"!
      Na verdade, a maioria dos homens esquecem-se desta parte do corpo tão sensível aos prazeres do toque.

      :)

      Eliminar
    2. Parece troca de "galhardetes, mas não é, Cantinho ! rsrs
      Eu bem dizia que gostava de "ouvir" opiniões femininas ! rsrsrs
      Excelente "dica" essa do pescoço ! eheheh ... Não me posso esquecer, até por que acima referes as vantagens do "sem bigode" ! :))))

      Eliminar

    3. Maria

      Não imaginas o que me ri a ler a tua análise minuciosa...
      És um "prato"!


      Beijinhos... sem bigode!
      (^^)

      Eliminar
  10. Belíssimo texto de Guy de Maupassant.
    Eu que rapei o bigode e o tirei "definitavamente" aqui há uns anos ... acho que o vou deixar crescer ourtra vez !!! :)))
    Obrigado Afrodite !

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ricardo

      Bem, se a tua decisão na altura foi definitiva e irrevogável... corres sério risco de voltar a deixá-lo crescer!!
      hehehe


      Beijinhos "Maupassantianos"
      (^^)

      Eliminar