segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

A ETERNA... FLORBELA ESPANCA


Foto de Ricardo Santos

                         NERVOS D'OIRO

               «Meus nervos, guizos de oiro a tilintar
               Cantam-me n'alma a estranha sinfonia
               Da volúpia, da mágoa e da alegria,
               Que me faz rir e que me faz chorar!

               Em meu corpo fremente, sem cessar,
               Agito os guizos de oiro da folia!
               A Quimera, a Loucura, a Fantasia,
               Num rubro turbilhão sinto-As passar!

               O coração, numa imperial oferta. 
               Ergo-o ao alto! E, sobre a minha mão, 
               É uma rosa de púrpura, entreaberta!

               E em mim, dentro de mim, vibram dispersos, 
               Meus nervos de oiro, esplêndidos, que são 
               Toda a Arte suprema dos meus versos!»


          Florbela Espanca, In Charneca em Flor




NOTA:  deixo-vos hoje um singelo desafio... descobrir a cidade e o local exacto onde está colocado este busto!  :)

Ah, e tal como é costume nestas coisas, não deixem (please) a resposta na caixa de comentários... enviem-ma por favor por mail, para que quem vier depois possa (caso queira) tentar descobrir por si próprio a resposta.


28 comentários:

  1. :)) ... Nada como um "desafio" logo pela manhã ! rsrs ... Adoro ! :))

    Este vai dar trabalho, mas vai valer a pena ! ... Até porque se trata da minha poeta (ou poetisa se quiserem) favorita ! ... Os seus sonetos são a coisa mais bela da poesia de amor !
    Mulher triste e sofrida que viveu intensa e desvairadamente o amor !
    ...Bom ! mas vamos lá ao desafio e deixemos-nos de conversa ! :))

    Até mais logo ! :)) ... Ah ! ... e um abraço ao Ricardo ! ;)
    .

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rui


      Isto do desafio é apenas uma brincadeira... pois de desafiante tem pouco por ser muito fácil! Não tem nada a ver com os teus «quebra-cabeças» :D

      Qual "dar trabalho"... isto para quem é mestre, uns piccolos segundos bastam! ;)
      Parabéns, é isso mesmo! E fizeste a pesquisa de olhinhos fechados! hehehe


      Beijinhos matinais
      (^^)

      Eliminar
    2. Os desafios do Rui são muito mais complicados!!!

      Eliminar

    3. Teresa

      Mas é que os desafios do Rui são a sério... e este é apenas um singelo passatempo.
      Achas que eu poderia competir com o Mestre? Nem pensar! :)

      Eliminar
  2. Uma das minhas poetisas favoritas e o busto de Florbela Espanca, de autoria de Diogo de Macedo, encontra-se no Jardim Público de Évora, no Alentejo.

    Dentro de dias tenho uma surpresa para ti no "ematejoca azul", minha querida DEUSA DO AMOR!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Teresa

      Que grande distraída que tu és! Então eu não pedi que NÃO deixassem as resposta na caixa de comentários?? Agora quem quiser tentar descobrir por si próprio... é bom que não venha ler os comentários!

      Vou fazer como faz o Rui E.S. Vou assobiar para o ar e dizer... "ai, não sei se será... será mesmo!??"... hehehe


      Obrigada, vou tentar estar atenta minha amiga de longe, atenta e mais presente, porque ultimamente não tenho tido quase tempo nenhum para ir a todos os que gosto de visitar.


      Beijos de advento
      (^^)

      Eliminar
    2. DESCULPA, minha querida!!!

      Evito mandar @mails.

      E o motivo é uma história muito longa e complicada.

      Eliminar
  3. Lá no meu blogue de poesia ela é "Rainha e Senhora"
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ju

      Olá Minha querida!
      Que bom teres participado! Obrigada pelo carinho.

      O desafio na verdade nem assim se devia chamar por ser fácil... mas a mim serviu para saber um pouco mais acerca da história deste busto e da enorme polémica em que esteve envolvido.


      Um beijo enorme
      (^^)

      Eliminar
  4. É sempre bom "tropeçar" num poema.
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Papoila

      Claro que sim minha querida, desde que seja um tropeçar sem cair! :D

      Este desafio foi muito fácil, porque não almejo competir com os fantásticos desafios do nosso querido Rui! :)))
      Obrigada pela força!


      Beijinhos sem tropeções
      (^^)

      Eliminar
  5. Ora bem ! ... Voltando ao assunto, de uma coisa estou eu certo e não poderás dizer que está errado ! Trata-se de Florbela Espanca ! ... Bingo ! ... acertei !!!
    ... Agora quanto ao resto é que "a porca torce o rabo" ! :))

    Estive a ler bem a tua proposta de enigma e dizes :

    "Desafio... descobrir a cidade e o local exacto onde está colocado este busto! e acrescentas :
    Ah, e tal como é costume nestas coisas, não deixem (please) a resposta na caixa de comentários... enviem-ma por favor por mail, para que quem vier depois possa (caso queira) tentar descobrir por si próprio a resposta."

    Ora. tendo já pesquisado "mundos e fundos" parece-me ter encontrado a solução, que te vou enviar por e-mail como pedes ! Espero estar certo ! :))

    :))

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rui

      Claro que acertaste, já o teu palpite matinal estava correcto, nem precisavas de ir confirmar e trazer as provas.


      Beijinhos Mestre, obrigada pela força
      (^^)

      Eliminar
    2. ahahah... Sabes que eu também sou perfeccionista e nisto que diz respeito a enigmas gosto de apresentar "provas" ! rsrs ... Não tinha ficado satisfeito apenas com uma resposta vaga e não documentada !
      ... e outra coisa : Nestas coisas procuro sempre não deixar "gato escondido com rabo de fora". Pediste mail e eu enviei mail ! rsrsrs ... Enigma é enigma e é justo deixar o caminho "encoberto" para os outros descobrirem sem ser de "borla" ! ... ahahah

      Eliminar
  6. Gostei muito desta tua publicação.
    Obrigado por teres publicado a minha foto. O poema é muito bonito. De quem é, era difícil não o ser.

    Um abraço à Rui !

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ricardo

      Eu é que tenho de te agradecer... este post nasceu graças a ti... e à tua generosa oferta!
      Já me sinto especial... afinal não ofereces fotos apenas ao Rui!! hehehe


      Beijos meu querido amigo e mais uma vez obrigada pela tua prendinha
      (^^)

      Eliminar
  7. Ora e eu eu que ia falar na cidade que de há dois meses a esta parte está a ficar o destino português mais procurado pelo "turismo interno"... :) Afinal a Ematejoca desvendou logo tudo. :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Luísa

      Mas olha que quanto à resposta da nossa amiga Ematejoca eu nem desmenti nem confirmei!! ;))

      Em relação à tua frase, eu só tenho a dizer que EU não fui naquela excursão!
      hehehehe


      Beijinhos amiga, e para a próxima, pelo sim pelo não, não leias os comentários antes de comentar!
      (^^)

      Eliminar
  8. Mais um desafio que para já não faço ideia da resposta...vou procurar pistas nos comentários que antecedem....

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Redonda

      Copiar não vale!! :)))
      Mas era muito fácil... basta arrastares a foto para o motor de pesquisa de imagens do Google... e escrever "Florbela Espanca".
      Experimenta!


      Beijinhos linda!
      (^^)

      Eliminar
  9. Já sei :) (mas se não fosse a Ematejoca não sei se iria conseguir descobrir)
    um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Mas e foste verificar se a resposta está certa?
      Se não verificaste, faz o que te sugeri no comentário acima.

      Obrigada Gábi, mais um beijinho
      (^^)

      Eliminar
  10. Olá Afrodite
    Seria de pensar que as estátuas da Florbela Espanca estivessem em Vila Viçosa! Recordo de ver a estátua dela nesse local, mas esta é diferente, então o prédio tem cores do Alentejo, será em Évora?! ou Elvas?!
    Traduzi um dos seus poemas que conheces bem:
    http://portugalredecouvertes.blogspot.pt/2011/02/poeme-damour-de-florbela-espanca.html

    bejinhos
    Angela

    ResponderEliminar
  11. Adorei seu espaço! Peço permissão para ficar. Sigo-te!

    ResponderEliminar
  12. Adoro Florbela!!!
    Ela disse tudo, nada posso acrescentar nos seus versos!!
    Obrigada pela partilha ;)

    ResponderEliminar
  13. Adoro a Florbela mas os poemas deprimem-me um pouco.
    É incomparável na dor e no sofrimento.
    A vida, também, não a ajudou.

    ResponderEliminar
  14. O livro de Sonetos dela e o de Camões acompanham-me há anos. Sempre a achei poderosa, intensa, capaz de extremos de doçura e mágoa, amor e esperança. Uma mulher fascinante, muito à frente do seu tempo, capaz de traduzir a sua essência em versos que se colam a nós.

    Beijo grande Afrodite <3

    ResponderEliminar