segunda-feira, 11 de agosto de 2014

E O AMOR ACONTECE QUANDO...



Trabalho de Lauri Blank



... de um somatório de gentilezas, há uma que faz transbordar o copo!



a ouvir... 

41 comentários:

  1. Quando os seres se amam de verdade!
    Bjo

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. "Maria"

      Sim, ok... mas e quando é que dão conta disso? Será que se consegue saber o momento exacto em que duas pessoas se apaixonam?


      Beijinhos com perguntas
      (^^)

      Eliminar
    2. Claro que se consegue saber isso...é quando as coisas acontecem, contudo como na vida tudo é efémero, até a dita, lá vem a Lei de Lavoisier " ....tudo se transforma" umas vezes de forma renovada outras de forma equivocada e outras em nada de nada...
      Sabes que neste momento o amor está a acontecer?!

      Eliminar

    3. O "Amor" faz parte da alma humana, é o tema mais utilizado por poetas e músicos...
      Os Wet Wet Wet dizem que "Love is all arround"... os Beatles que "All You Need is Love"... os Expensive Soul defendem que "O amor é mágico"... e estava aqui até amanhã a dar exemplos de que, de facto, o amor acontece a toda a hora.


      Beijinhos sem hora marcada
      (^^)

      Eliminar
  2. Quando menos se espera...:)

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rosa

      Isso é que é uma grande verdade!... e também muitas das vezes entre duas pessoas que à partida não seria de esperar o nascer um Amor.
      Felizmente na definição de "Amor" cabem imensos sentimentos relacionados... daí que eu acredito que se possa amar mais do que uma pessoa ao mesmo tempo... pois o tipo de amor é que pode ser diferente de caso para caso.
      Bom, mas isto é assunto para outro post que colocarei lá mais para a frente!


      Beijinhos esperados
      (^^)

      Eliminar
  3. E O AMOR ACONTECEU QUANDO... encontrei o meu "KRAUT": um homem gentil, leal e tolerante.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Teresa

      :))
      Momentos felizes dos quais acaba por depender toda a nossa vida, principalmente se a construirmos em casal formando uma família.


      Gostei de te ver por aqui minha querida.
      Beijinhos gentis em ti
      (^^)

      Eliminar
  4. O amor acontece com tanta infrequência!... : ))

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Catarina

      "Infrequência"?
      Se achas isso é porque tens um conceito de "amor" muito restrito.


      Beijinhos frequentes
      (^^)

      Eliminar
    2. Boa!...Então... "Eu quero amar, amar, perdidamente, amar só por amar aqui e além:::"????
      Sim, porque esse amor ao qual te referes pode ser amor/amizade...mas jamais, amor filial, maternal ou fraternal, certo?

      A Catarina não tem um conceito de amor restrito, Afrodite! Ela usou de uma certa ironia, o que é diferente...e mais não digo. A não ser: não te estiques...:))))

      Beijinhos, na medida certa!

      Eliminar
    3. Ahahah!

      Apenas me referi ao amor-paixão entre homem-mulher… ou mulher-mulher… ou homem-homem! Aquele amor assolapado que faz esquecer o bom senso. : ) Mas quem quer esquecer o bom senso hoje em dia?! : ))

      Eliminar

    4. Janita

      Pois, eu acho que quando respondi à Catarina esqueci-me um bocado do âmbito do post... mas se ela usou de ironia eu não dei por nada!

      Ó Catariiiiiiiiiina... anda "cá abaixo" explicar faxavori!! :))

      Não queres que me estique?
      Quem me dera esticar o corpinho ao sol na praia... mas isto de verões este ano anda complicado! :)))


      Beijinhos e abraços
      (^^)

      Eliminar

    5. Ups... Ó Catarina... afinal já cá estavas e não te vi!
      E pronto, tá explicado tá explicado!!


      (^^)

      Eliminar
    6. E muito bem explicado, Catarina!! Tal e qual eu pensei ao que te referisses...um grande amor/paixão!! Isso, na verdade, é, nos dias que correm, "infrequente"... :))

      Ah, pois, Afrodite...pela tua óptica isso de 'eu tenho muitos amores, que em nada são iguais'...:) já se torna o oposto do conceito de amor/paixão da Catarina. Tá dito, tá dito!

      E, tu, Rui...perguntas como classificar o amor por uma grande amizade? Eu sei lá, sei lá...tu é que sabes! Não garantes que há amizades que são também um "tipo de amor"? Então...!
      Já ouviste a "tua" Enya?? Então ouve...:))

      Beijos e abraços...cheios de gentilezas!!

      :)

      Eliminar
    7. Janita:
      Talvez encontres a resposta “na tua própria casa” :
      "Amigo Aprendiz" de Fernando Pessoa

      Quero ser teu amigo,
      …………………........
      Na medida mais precisa que eu puder.
      Mas AMAR-TE como próximo, sem medida...
      E ficar sempre em tua vida
      Da maneira mais discreta que eu souber
      ……………..................................
      É bonito ser amigo, mas confesso:
      É tão difícil aprender...
      ................................
      :))

      Eliminar
    8. Ahhhhh, então passaste à minha porta, espreitaste lá para dentro e não entraste!!!

      Pois é Rui, é bonito ser amigo e é muito difícil aprender...mas acertar as nossas diferenças é muiiiito importante, sem mostrar abertamente que temos preferências!

      :))

      Eliminar

    9. Janita

      Vi aqui há atrasado na televisão, julgo que no dia dos namorados, uma reportagem sobre o «poliamor». Desconhecia o nome e até o conceito... mas até gostava de escrever um post sobre o assunto. Vou-me documentar melhor e um dia destes penso nisso.


      Polibeijinhos para ti
      (^^)

      Eliminar
  5. Estou a adorar este post, Afrodite ! ;)) … e mais ainda os V/ comentários, com os quais me identifico plenamente ! :)
    Sabes que é “um tema” em que tenho pensado muitas vezes e insistentemente !?... Será a tal “telepatia” ? rsrsrs

    Desta citação do teu comentário :
    “na definição de "Amor" cabem imensos sentimentos relacionados... daí que eu acredito que se possa amar mais do que uma pessoa ao mesmo tempo... pois o tipo de amor é que pode ser diferente de caso para caso”
    … e eu questiono-me : até que ponto se pode também amar “uma grande amizade” , ou “as nossas amizades” ? … Sabes que eu sinto isso ? …
    Há amizades, que eu posso garantir que são também "um tipo de amor" !
    Como classificar "esse amor" ? …

    Beijo !
    .

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rui

      Mas é claro que são um tipo de amor, não tenho dúvidas sobre isso.
      Não acho é que seja necessário classificar ou pôr-lhes um rótulo... se bem que a nossa racionalidade acaba por nos obrigar a fazê-lo de forma mais ou menos filosófica.

      Se chamamos alguém de AMIGO é porque gostamos dessa pessoa... o grau depois é que varia. E gostar... não é amar? Levando a questão ao extremo e seguindo uma coerência mais teológica assente no amor ao próximo, acho que não ficam dúvidas.


      Beijos filosóficos
      (^^)

      Eliminar
  6. Acontece quando a química quer :-)
    Beijinhos oxigenados

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Carlos

      De facto todos nós somos química da cabeça aos pés... até os nossos humores são por ela regidos. Se estamos deprimidos, toma-se uma pastilha e até o céu é mais azul! :))
      Mas isso da "química" entre duas pessoas é algo mais difícil de explicar! Tem de se sentir!!


      Beijinhos com Ph 5.5
      (^^)

      Eliminar
  7. Não vou dizer muitas palavras depois daquelas que ja foram ditas. Acho que o Amor não se consegue definir por ser uma emaranhado de tantas coisas... palavras, gestos, ternuras, sorrisos, choros, raivas... Sim é tudo isso e muito mais. A sorte é conseguir um dia vivê-lo, nem que seja pelo menos uma vez na vida. Se tivermos a felicidade de ele se atravessar no nosso caminho mais que uma vez, talvez seja bom aproveitá-lo !
    Por isso, fica aqui uma música que diz aproveitem a vida e não deixem de vivê-la intensamente !

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ricardo

      Gostei muito não só do teu comentário como da música que escolheste.
      Conhecia-a cantada pela Simone... tenho-a até algures no blogue.


      Beijinhos felizes pela tua presença
      (^^)

      Eliminar
  8. Pois, nunca tinha pensado que um somatório de gentilezas pudesse dar em amor. Mesmo que sejam grandes gentilezas... :)))

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Teté

      Não precisam de ser grandes... já que todos os relacionamentos se constroem da soma das pequenas coisas que vamos vivenciando na companhia (física ou não) de alguém.

      Sabes o que a minha avó dizia? Ela dizia que...«Não se apanham moscas com vinagre!»


      Beijinhos docinhos
      (^^)

      Eliminar
  9. Oi Afrodite
    São tantas as variações do amor _ a vertente que comenta-se aqui é aquela que não percebemos quando chega _ ela transborda mesmo ,nos apaixonamos por um olhar um gesto uma delicadeza por um toque e daí desencadeia aquele gostoso sentimento do amor que só é 'eterno enquanto dura' rsrs. É o tema mais recorrente dos poetas porque é o mais belo o mais delicado o mais febril , não é? literalmente tenho febre quando amo ... rs
    um abraço Afrodite essa deusa do amor !
    boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Só alguém com a tua sensibilidade e veia poética como tu me entende minha querida Lis!!
      É isso... é eterno enquanto dura! Mas sentirmo-nos apaixonados é uma das necessidades mas belas da vida!... mesmo que seja sentir paixão pela própria vida! Se não nos amarmos a nós em primeiro lugar, não saberemos nunca amar os outros.


      Beijinhos poéticos
      (^^)

      Eliminar
  10. O copo e o corpo, Afrodite.
    Química e atracção.
    Começa tudo por aí.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Pedro

      Começa... e também muitas vezes acaba.
      O teu comentário fez-me lembrar uma música dos NERUDA que gosto muito.


      Beijinhos musicais
      (^^)

      Eliminar
  11. ...deixarmos que aconteça.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Maria

      Tão bom "ver-te" de novo.
      Espero que deixes que aconteçam mais encontros destes!


      Muitos beijos cheiinhos de "pontos brilhantes" nos iis
      (^^)

      Eliminar
  12. ... e não só... Belíssima a imagem!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Graça

      A imagem é lindíssima! Consegue mostrar candura, ternura, afecto... e ao mesmo tempo muita beleza e sensualidade graças ao efeito conseguido pela ligeira transparência das vaporosas vestes da menina do lago.


      Beijinhos suaves
      (^^)

      Eliminar
  13. Normalmente quando menos se espera!
    Adorei, só mesmo a tua sensibilidade amiga.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Adélia

      Obrigada Amiga, os teus "olhos da alma" também são especiais!!


      Beijinhos com muita amizade
      (^^)

      Eliminar
  14. Não acontece nós é que o vamos descobrindo!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Manuel

      Deixaste-me a pensar no que escreveste!...
      E o prazer dessa descoberta é um sentimento que nos deixa a "flutuar"! :))


      Beijinhos leves
      (^^)

      Eliminar
  15. Respostas

    1. Tio

      Por ser inesperado é que o torna mágico!!


      Beijinhos esperados
      (^^)

      Eliminar