domingo, 23 de março de 2014

SAUDADES DE TEMPOS SEM MEMÓRIA...




Foto de Sascha Hüttenhain



Quero voltar
Para o ventre de minha mãe
Voltar a ser a semente
Ainda antes de ser gente
Antes de querer ser alguém

Quero voltar
À hora da concepção
Quando dois corpos unidos
Se deram entre gemidos
Vivendo a mesma paixão

Quero voltar
A ser apenas esperança
Memória, ânsia, algo bom
Eco espalhado do som
Do riso de uma criança

Quero voltar
Ao dia em que nasci
Para olhar as cores do mundo
Num arco-íris profundo
Como o meu amor por ti.




a ouvir... 

40 comentários:

  1. Também dou por mim a voltar a memórias que julgava perdidas. Nem queiras saber a quantidade de sorrisos libertados de cada vez que publico um disco anterior aos anos 90. E o meu blogue tem dado largas à imaginação nesse domínio. eheheh:)))
    Beijocas num dia de Domingo em casa devido a avaria no meu popó. (500 euros é quanto vou pagar amanhã na oficina. Ora toma lá que é democrático. Já não digo é coisa com coisa).

    A TUA MÚSICA É LINDA

    Beijocas num fim de tarde de Domingo. Sim. Continuarei a escrever Domingo sempre com MAIÚSCULA. Se se dane o AO. :))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu querido, como a nossa anfitriã ainda te pode responder em baixo, venho eu aqui acima:)) dizer-te que fazes muito bem mandar bugiar o A.O. eu faço o mesmo!

      Dizes coisa com coisa e coisas muito bem ditas, qué diferente! Se me sair o euromilhões ofereço-te um popó novinho em folha, para puderes passear com a tua cara-metade à vontade!!:))

      Beijinhos num fim de tarde de Domingo!!

      ;))

      Eliminar
    2. eheheheh. Olá Janita. Pelo menos fizeste-me soltar mais uma gargalhada e não há nada que pague essas coisas. :D
      Beijinhos enormes para ti também.
      :)))

      Eliminar

    3. Vocês são um must!! :D

      Sabem o que me veio à memória agora? Os tempos do Cantinho do Mestre e dos desafios musicais do L.O.L. Também já tenho saudades!
      Ah... e o mais curioso é que foi lá que eu conheci a Janita! hehehe


      Beijos meus Grandes Queridos
      (^^)

      Eliminar
    4. O elemento musical é o LOL?! Tem andado desaparecido, o nosso amigo!

      Eliminar

    5. Catarina

      Não confirmo nem desminto... ou ainda me acusam de andar aqui a cometer inconfidências... :)))

      Eliminar
  2. Reli o meu comentário. Francamente. lolololololol:)))))

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Luciano

      Ahahaha...
      A verdade é que a gargalhada que eu dei deve ter sido ainda maior do que a tua. E olha que já hoje a Janita me fez dar outra gargalhada (mas foi lá nos domínios do nosso amigo Rui E.S.)
      Quanto ao AO estamos todos de acordo! ;)

      Boa sorte com o teu popó... espero que estejas bem e que os azares se fiquem por aí.

      Beijão domingueiro
      (^^)


      ps: tenho completa adoração por esta música e acho até que me sinto a levitar quando a oiço.
      Escrevi este pequeno poema ao som dele... por isso tinha mesmo de o incluir aqui.

      Eliminar
  3. Saudades tinha eu... Tuas :)

    Bom início de semana minha querida :)

    Beijo enorme*

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. S.O.G.

      E eu saudades deste cantinho e de todos vocês!
      A frase não foi feita para esta realidade mas posso muito bem reformulá-la e dizer... "once a blogger, always a blogger".


      Beijos e abraços... nossos
      (^^)

      Eliminar
  4. Minha querida. Voltar a tudo o que desejas neste belo poema, não é possível, mas fica o sonho e já é tanto!...

    Voltar ao nosso convívio é possível, muito bom e ficamos todos muito felizes.

    bem-vinda Amiga!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Janita

      Saudades sim, mas dos teus abraços verdadeiros!
      Obrigada pelo teu carinho, que sei ser verdadeiro. O teu apoio tem sido muito importante para mim, acredita!
      Vou voltando aos bocadinhos... e sempre que consiga!

      Fica bem Minha Querida
      Beijos Mil...
      (^^)

      Eliminar
  5. Não quero voltar a um tempo que não conheci! Quero voltar ao tempo em que as minhas únicas preocupões se resumiam a passar de ano todos os anos e com boas notas. Tudo o resto era quase um paraíso! Agora há distância do tempo... era mesmo um paraíso!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Catarina

      Acho que todos nós, a partir de certa altura das nossas vidas, sentimos saudades ou pelo menos a nostalgia dos tempos em que não tínhamos preocupações... resumindo, aos tempos de juventude.
      Não sou saudosista, nunca fui... até porque gosto muito da pessoa que sou hoje (e nem sempre foi assim). Mas, há fases da vida que são mais duras... e o que escrevi é obviamente uma metáfora que fala desses momentos em que gostaríamos de voltar a ser criança e não ter as preocupações do mundo dos adultos.


      Beijinhos alegres por te ter aqui
      (^^)

      Eliminar
  6. Talvez seja do avançar da idade que as saudades de momentos vividos na infância e juventude vêm com mais frequência.
    A doença da minha mãe , roubou-me os momentos de desabafo e o conforto dela...
    Memórias...apenas memórias envoltas em saudades!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Elisa

      Entendes-me sempre tão bem... e as tuas palavras são sempre oportunas e bem recebidas.
      Obrigada minha querida.


      Beijinhos com profunda admiração
      (^^)

      Eliminar
  7. Não consigo conceber um tempo sem memória, mas consigo desejá-lo!
    Boa semana:-))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mmm's

      Nunca sentiste saudades de lugares onde nunca estiveste... ou de tempos que nunca viveste? Não temos memória daquilo que não vivemos... o que não impossibilita de sentirmos "saudades"!


      Beijinhos minha linda... e uma excelente semana para ti
      (^^)

      Eliminar
  8. Tudo muito bonito como sempre Afrodite.
    Magnífica música para excelente fotografia.

    beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Duckman

      Obrigada Meu Querido... como é bom encontrar-te por aqui!! :))
      Eu própria ando fugida... e apenas tenho vindo aqui de vez em quando "regar as flores" dos meus Jardins...
      Tenho de fazer-te uma visita para saber de ti.


      Beijinhos prometidos
      (^^)

      Eliminar
  9. Olha a Deusa voltou e mais uma vez surpreendeu com a sua capacidade de colocar palavras em poesia. Está a perder-se esta tua intuição para a poesia, devias escrever. Quem ganha somos nós porque nos vamos deliciando com os teus poemas e não gastamos dinheiro a comprar o teu possível livro. Aqui é à borla ! :) A música é bonita !

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ricardo

      Como eu costumo dizer, adoro brincar com as palavras... e depois, de facto, a intuição faz o resto! Vai aproveitando as borlas vai... nunca se sabe... hehehe

      Este fabuloso trecho musical do compositor Mark Slater, aqui com a London Symphony Orchestra, faz as minhas delícias já há alguns anos. Em boa hora me lembrei de o partilhar :)


      Beijinhos melodiosos
      (^^)

      Eliminar
  10. De quando em vez também queria voltar ao ventre de minha mãe. Fechar os olhos e ficar quieta e protegida de todos os males. Proteger é bem mais duro do que ser protegida...

    Beijinhos Marianos protectores, Afroditezinha! :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Maria Eu

      Tu entendes-me... e é completamente verdade o que dizes!
      Que não nos falte a força e a coragem enquanto nos toca a nós a vez de cuidar daqueles que já cuidaram de nós.


      Beijos no teu colo quente
      (^^)

      Eliminar
  11. É um desejo que nos acomete principalmente quando o mundo parece desabar ... rs
    Lindo poema Afrodite
    abraços e obrigada pelo bom momento musical.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Lis

      É sim... o que nos vale é a nossa constante capacidade de adaptação a todas as fases da nossa vida.

      Obrigada eu minha amiga, pela tua presença e pelos abraços que devolvo com um ramo de flores coloridas.
      (^^)

      Eliminar
  12. Um regresso em grande!
    Maravilha!!
    Beijinhos e votos de boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Pedro

      És um querido! Deixaste-me com um sorriso no rosto! :)


      Montes de beijos também para ti!
      Boa semana...
      (^^)

      Eliminar
  13. Parabéns pelo belo poema!
    Às vezes dá mesmo vontade de regressar às origens e ao tempo em que tudo era festa mas o futuro chama-nos e o presente conta connosco! :)

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rosa

      Obrigada pela generosidade :)
      E a tua frase é fabulosa... e é isso mesmo, "o futuro chama-nos e o presente conta connosco"! Também eu conto contigo como ramo importante neste enorme árvore da amizade.


      Beijinhos e boa semana
      (^^)

      Eliminar
  14. Querer voltar
    O desejo de todos
    No voltar ao passado que se deseja
    Num futuro que será
    sempre desigual...
    Porque afinal
    a vida é um querer ir
    para o sitio de onde viemos...


    Bjo*

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Maria

      Saudades tuas, das tuas palavras, dos teus versos, das tuas rimas...
      A vida é uma caminhada... e eu sou feliz por fazeres parte da minha.


      Beijo desigual e só para ti
      (^^)

      Eliminar
  15. Que grande período sabático!

    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Antes de mais, minha Querida, deixa.me dizer-te, mais uma vez, que és extraordinária a escrever poesia ! Tens que encarar mesmo a possibilidade de vir a editar em livro, esse teu talento !
    O acompanhamento musical, lindo e não me admira que te inspirasse !
    Finalmente, julgo que saibas, que embora o que escreveste pareça ficção, já há casos de "regressão ao passado" nomeadamente ao ventre uterino e para além dele, através do hipnotismo !

    Gostei muito, Afrodite !
    .

    ResponderEliminar
  17. Comentar a poesia da cara amiga é difícil porque é perfeita.
    Já o disse um dia, aqui, que a sua poesia é a melhor que encontro nestes Blogues que visito.
    Um seu amigo diz que devia publicar e, eu confirmo, é necessário dar a conhecer todo o seu talento.

    ResponderEliminar
  18. Deusamiga

    A partir daqui, de Goa, tenho a mesmíssima opinião do Manelamigo: os teus poemas são fabulásticos! As minhas mais sentidas e calorosas homenagens; namaste.

    Isto por aqui está complicado. Tempo: céu limpíssimo, 35º e 28º na áuga do mar.

    E a vida está caríssima; são os miseráveis mercados! Por exemplo, no mercado municipal de Panjim as gambas (feitas as contas) estão a 1,90 € /quilo. Uma desgraça...

    E, apesar de não mamares, ops, m'amares mesmo aqui não me esqueço de tu. E pouco tenho visitado os blogues amigos; já chega estar a escrever umas lérias na Travessa et aliud.

    Deu borem korum. Qjs

    ResponderEliminar
  19. Gosto muito de ti, Afrodite.

    Também quero voltar a outros tempos, sobretudo quando me sinto só...

    ResponderEliminar
  20. Boa noite,
    Só o ser humano guarda na memoria o passado, não sei se bom ou mau, certo é, que o passado tem teve coisas maravilhosas.
    Não sou poeta nem sou apaixonado por poemas, mas confesso que os seus lindos poemas são impares. http://youtu.be/eoB16K_RW3g
    Abraço
    ag

    ResponderEliminar
  21. O que tinha a dizer já o disse!
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  22. Estamos velhos! De há uns quatro ou cinco anos a esta parte, tens-te lembrado desta data e eu agradeço-te por isso.
    Beijinhos e obrigado!

    ResponderEliminar