segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

DIZEM QUE NÃO HÁ AMOR COMO O PRIMEIRO...



Foto de S.Wayne



... mas muitas das vezes os últimos são os primeiros!


a ouvir... 

24 comentários:

  1. Todos os amores (parece que tive muitos) são diferentes, até porque não são, na generalidade, ao mesmo tempo e todos nós vamos "(de)crescendo" ao longo do tempo.
    Abracinho meu!

    ResponderEliminar
  2. Uma teoria, apenas.
    Há amores, amores e amores, até que surge o tal.
    Esse sim, será o melhor.

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Na lista
    invertida
    da vida
    nunca esquecemos
    quem está no travesseiro
    ao lado
    excepção quando se pensa
    repensa
    e sonha
    com o que há-de vir...
    Um poeta dizia
    Saudades?
    Sim, do futuro...

    (não falo por mim, claro)

    ResponderEliminar
  4. Olá,
    "Te quero em todos sentidos imagináveis. Com todos seus sentidos inigualáveis" esta frase é transmita no primeiro amor, segundo, terceiro, quarto, quinto, etc. etc. etc.
    O melhor amor é sempre o actual, o amor do passado faz parte da historia.
    Abraço inigualável
    ag

    ResponderEliminar
  5. O primeiro marca...também pode ser uma marca negativa...mas é verdade que marca. O amor maior, muitas vezes é o último... ou um qualquer outro em posições inimagináveis...

    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Dizem dizem...eu já nem me lembro, Vê lá.

    O último será sempre o melhor...penso eu, se não for é mau sinal :)))

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Os amores são todos bons vividos no seu tempo! :)

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Todos têm momentos inesquecíveis.

    Bom mesmo, era conseguir juntar num só o melhor de cada amor!!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. É bem verdade, Frô! Não há amor como o primeiro - sou eu que o afirmo! Nem luar como o de Janeiro...
    Beijinhos e boa semana!

    ResponderEliminar
  10. Que importa a posição quando existe amor? Um brinde!
    :-)

    ResponderEliminar
  11. Se dizemnão sei. Não há amor como ...o amor seja primeiro ou ultimo
    Kis :-)

    ResponderEliminar
  12. Se me permites Rosa dos Ventos, faço tuas as minhas palavras. É bem verdade o que dizes.
    Se o primeiro Amor é o da escola, às vezes bem cedo. O último é sempre o mais saboroso !
    A escravidão pelo Amor é sempre benvinda Quem não gosta ?!

    ResponderEliminar
  13. O primeiro Amor pode ser lindo e puro ""like a lullaby"", mas suponho que também poderá ser uma grande desilusão. No entanto, penso que será sempre inesquecível, ou não seria Amor.

    O Amor mor deve ser o presente. Portanto é imprescindível e obrigatório lutar por ele.

    ~ ~ ~ ~ ~ B e i j i n h o s ~ ~ ~ ~ ~


    ResponderEliminar
  14. CONFIRMO INTEIRAMENTE!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. O primeiro amor é o primeiro amor...inesquecível por ser o primeiro, por ser puro, inocente e tão sonhador, mas os outros, segundos ou terceiros não o são menos...

    Amor é Amor!

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  16. Dizer,... dizem ! ... Mas é uma das ditas frases feitas ! ... O primeiro, não se esquece porque foi o primeiro e teve (normalmente) um efeito de paixão ! ... mas concordo contigo que os últimos são os primeiros !
    ... e, sim, cada um deles teve, certamente, coisas lindas ou, por vezes, algumas desilusões !

    Beijinhos, nem primeiros, nem últimos ! :))
    .

    ResponderEliminar
  17. Concordo, o ultimo é sempre o primeiro. Passado é passado!

    ResponderEliminar
  18. Todos os amores são o ultimo e o primeiro...Alguns serão o primeiro e o último.
    Beijos em reflexão ;-)

    ResponderEliminar
  19. É como quem ri... :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  20. Sem ter lido as outras respostas (que são importantes, porque não estamos sós no mundo),
    não concordo!
    Do primeiro podemos ter recordações. Boas, doces, simpáticas; mas passado é passado, não volta!
    O presente é o momento e é o que conta! e nem vale a pena projectar o futuro, porque esse, cada vez mais é uma enorme incógnita.
    Apenas concordo nisto: o amor é bom! stop

    Jinhos com ternura! ;)

    ResponderEliminar
  21. Dizem e com razão! O primeiro amor pode não ser o último e o último ser até mais verdadeiro e intenso, mas nada se compara à sensação da primeira vez que sentimos o coração palpitar mais forte por alguém. O primeiro amor nunca se esquece!
    Quando se perde o primeiro amor, muita da nossa inocência e da nossa essência, parte com ele....:(

    Afro, adorei o vídeo de cima! A canção é muito bonita e as imagens tristes mas enternecedoras! Na solidão, nada como ter o afecto de um fiel amigo!! :))

    Beijinhos fiéis!!:)

    ResponderEliminar
  22. O meu priemiro amor foi na infância, mas uma coisa parva.
    Depois, veio a grande paixão, esta sim, marcou a minha juventude.
    Mas os amores vêm e vão.
    E sempre que um vem, deve-se vivê-lo com intensidade, dure o que tiver de durar, embora, quando é bom, desejamos que dure para sempre.
    Não sei se o lema "não há amor como o primeiro" tem algum sentido.


    ResponderEliminar
  23. Bem verdade...o meu grande amor foi o primeiro e o último, isto porque quando o senti percebi que o que tinha sentido antes em nada era parecido e percebi logo que desta vez seria para sempre...Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar