sexta-feira, 11 de outubro de 2013

TEMPUS FUGIT...



Tela de Lucia Coghetto



... é assim o tempo
... porque não o podemos segurar na nossa mão!



28 comentários:

  1. E é essa sua natureza escorregadia que me trás apavorada...não falamos uma com a outra...mas se me visitares hoje e fores ver o post "Entre nós", vais perceber tudo o que quero dizer, mas não cabe aqui.

    Jinhooossss minha querida e bom fim de semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Suri

      Entendi sim... sabes que sim!
      Mas tens de relaxar... segue a minha máxima favorita... CARPE DIEM...

      Obrigada ♥
      Um beijão e bom fim de semana também para ti
      (^^)

      Eliminar
  2. Respostas

    1. Diana

      Pois esse é precisamente o meu problema... é a rapidez com que ele passa!
      O "corre-corre" e o modo como vivemos, sempre a correr de um lado para o outro, não nos deixa quase oportunidade para relaxarmos e saborearmos a vida!


      Beijinhos sem pressa
      (^^)

      Eliminar
  3. Mulheres e esse flagelo da idade... :p

    Beijinho senhora sempre jovem*

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. S.O.G.

      Como te enganas... este post nem é sobre "idade"...
      (se bem que agora que olho "de fora" até dá uns ares disso...lol)

      Mas agora que falas nisso, fizeste-me lembrar que conheço alguém que ainda há dez dias atrás se queixava de estar a ficar velho... :P


      Beijinhos sem idade
      (^^)



      PS: eu queixo-me de não ter tempo para nada... mas quando é preciso arranjo sempre tempo para os amigos, verdade? ♥

      Eliminar
    2. Moral da história, tu induziste os teus "expectadores inocentes" em erro!! :p
      Ah ah ah!!!

      Quando chegares à minha idade vais ver o que a vida custa... :p

      Beijinhosssssssssss**********************
      (P.S.: sem dúvida, minha querida!)

      Eliminar
  4. Qual é o problema, amiga?
    Idade? Isso é coisa que se coma?

    Belo quadro.

    Beijos. Sem idade.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Observador

      Estou tramada...
      Pelos vistos dei a entender algo que não tinha em mente!!
      Não falava de questões de idade... mas da falta de TEMPO para passear pelos meus Jardins e para visitar os "jardins" dos meus amigos!!

      Não há problemas... antes pelo contrário, está tudo bem e a entrar no eixos! :)


      Beijinhos com tempo para tos dar
      (^^)

      Eliminar
  5. Se for de qualidade, deixá-lo correr!!!

    Beijo! BFS

    ResponderEliminar
  6. O tempo passa, é implacável, mas também traz o novo. Melhor que seja assim.

    Beijo

    Poline
    polineblue.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Ah, linkei você pra voltar sempre

    Beijo

    Poline

    ResponderEliminar
  8. O tempo voa, óh se voa e não, não o conseguimos segurar, podes crer. Por vezes apetecia, não era?

    Beijus

    ResponderEliminar
  9. Olá,
    Não compreendo a razão de segurar o tempo se ele só nos traz coisa boas, como por exemplo, mais sabedoria, mais beleza, mais tolerância, tornamos-nos mais dialogantes, compreendo que se for para correr os 100m em 12 segundos que o tempo deve parar.
    Com o Passar do tempo faz-se tudo com mais perfeição, concorda?
    Abraço no tempo real
    ag

    ResponderEliminar
  10. Por isso andas tão fugida!
    Beijos fugidios

    ResponderEliminar
  11. Em alguns casos ainda bem que passa depressa! :)

    Abraço

    ResponderEliminar
  12. A propósito da vida, do decurso do tempo, e do tempo de vida, tema com apropósito e sabedoria lançado pela Deusa deste lugar nesta mudança de estação,lembrei-me de algo que com melancolia escrevi, numa altura em que deixava um modo de vida, para começar outro...

    A vida é um fósforo..

    Parece que me estou a ver
    Tão longe... à vista do Douro em Lever,
    Na casa onde nasci.
    Ouvindo atentamente a minha avó
    Que me dizia ...
    Olha meu menino,
    Tu pensas que nunca mais cresces.
    Mas quando cresceres ...
    Chegas aos vinte num instante.
    Dos vinte aos trinta, é sempre a correr.
    Depois dos trinta ... é um fósforo.
    A vida passa sem se dar conta
    É o tempo de um fósforo a arder.


    ResponderEliminar
  13. mas podes segurar o relogio e assim seguras no tempo
    kis :=)

    ResponderEliminar
  14. Ai fugit, fugit, por vezes nem nos damos conta como ele é rápido... ;)

    Uma grande beijoca!

    ResponderEliminar
  15. O tempo deve-se ganhar-se sempre, embora o relógio nunca pare... TEMPO

    ResponderEliminar
  16. … embora haja quem afirme que ele (o tempo) não existe (é uma construção humana)…

    Beijinhos (suspensos no tempo),
    FATifer

    ResponderEliminar
  17. Nós bem tentamos...mas ele foge mesmo!

    ResponderEliminar
  18. Que saibamos vive-lo !
    porque o relógio da sala continua girando _ essa imagem está muito bela!

    ResponderEliminar
  19. O tempo foge. A vida é curta e quantas vezes caminhamos paralelamente aquele que poderia ser o nosso verdadeiro e ideal destino e nunca o encontramos ?
    Felizes daqueles que tiveram a oportunidade de se antecipar "ao tempo", antes que ele fuja definitivamente !
    O amanhã não existiu ainda, o ontem já passou, resta-nos o agora ! Saibamos nós aproveitá-lo !

    Beijinhos, enquanto há tempo ! :))
    .

    ResponderEliminar
  20. o tempo é um crime premeditado... ;)

    ResponderEliminar
  21. Há sempre duas perspectivas. Se estivermos em cima do ponteiro o tempo não anda...Beijinhos a fugir

    ResponderEliminar

  22. Comentário de:
    Prof. Ms. João Paulo de Oliveira

    Cara Amiga Afrodite!
    Pode me colocar de castigo no milho, virado para o quadro negro e de braços abertos, porque este seu amigo do lado de cá do oceano, residente nas adjacências do Trópico de Capricórnio, não veio reiterados dias sentir o perfume inigualável que exala das flores do seu sempre bem cuidado Jardins!
    O motivo da minha ausência é que tive muito trabalho para conter a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, porque como é do conhecimento da minha deusa das deusas de todas as deusas, ela é insaciável e não pode ver homens de farda, principalmente bombeiros embarcarem no vagão do Expresso do Oriente, sob meu comando, que não sossega enquanto não oferece seus disputadíssimos agrados da Agrado aos homens de farda!
    Esta publicação deixou-me propenso a refletir como o tempo urge com celeridade...
    Parece que foi ontem, mas a minha idade primaveril já faz parte de um passado longínquo!
    Caloroso abraço! Saudações efêmeras!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP


    PS - Aproveito o ensejo para desejar-lhe uma ótima semana!

    ResponderEliminar