sexta-feira, 16 de agosto de 2013

HORAS RUBRAS...



Foto da Net



               «Horas profundas, lentas e caladas 
                Feitas de beijos sensuais e ardentes, 
                De noites de volúpia, noites quentes 
                Onde há risos de virgens desmaiadas ... 

                Ouço as olaias rindo desgrenhadas ... 
                Tombam astros em fogo, astros dementes. 
                E do luar os beijos languescentes 
                São pedaços de prata p'las estradas ... 

                Os meus lábios são brancos como lagos ... 
                Os meus braços são leves como afagos, 
                Vestiu-os o luar de sedas puras ... 

                Sou chama e neve branca misteriosa ... 
                E sou talvez, na noite voluptuosa, 
                Ó meu Poeta, o beijo que procuras! »



                Florbela Espanca


13 comentários:

  1. Lindo!
    Florbela é sempre um assombro!

    E quando somos o beijo que o outro procura, o olhar brilha ainda mais...





    Beijos minha deusa

    ResponderEliminar
  2. Cara confrade Afrodite!
    É impossível não ficar enternecido, inquieto, desejoso, esperançoso, quando nos deparamos com a inigualável pena da Florbela Espanca!
    Caloroso abraço! Saudações desejosas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  3. Florbela Espanca é sinónimo de qualidade.

    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Deusamiga

    Florbela é sempre uma flor bela que se colhe mas nos sabe a pouco. Adoro-a. Tenho a certeza de que era (era?) é uma das maiores poetisas portuguesas.
    Por isso aqui te deixo uma "coisa" que podia ser um soneto, mas não é...

    Como eu adoro a nossa querida Florbela
    Como eu desejo em tempo tê-la conhecido
    Como seria uma paixão desvairada por ela
    Como andaria o coração morto e perdido

    Como um poeta andando sobre as águas
    Como uma aranha tecendo a sua teia
    Como uma virgem chorando as mágoas
    Como um sábio conhecendo o que o rodeia

    Como um flamingo de corpo cor-de-rosa
    Como uma tristeza quente e mal-amada
    Como uma vitória eufórica de um atleta

    Como uma virgem impura mas formosa
    Como um grito pairando em alvorada
    Como eu desejaria ser também poeta


    Sempre, sempre, sempre espero por ti na nossa Travessa.

    Qjs

    Henrique

    ResponderEliminar
  5. Florbela era/é uma poetisa que admire. Obrigado pelo teu post lindo Afrodite
    http://www.youtube.com/watch?v=MmOau-PMWJk

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Queria dizer "admiro", em vez de "admire" !

      Eliminar
  6. Florbela, a mulher dos amores intensos e das palavras a condizer!!

    Beijos com batôn vermelho, como eu gosto! :)))

    ResponderEliminar
  7. Não sendo grande apreciadora de poesia, facto é que há uns quantos poetas que são realmente brilhantes. Florbela, está claro, está nesse grupo de eleitos... :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  8. Parabéns, Afrodite!

    Escolheste um dos mais belos sonetos da Florbela! Aquela que foi chamada a poetisa dos excessos. Adoro!

    Lindo e sensual, como se quer! :)

    Beijinhos, nesta noite, que ficou subitamente voluptuosa:)

    ResponderEliminar
  9. Estou aqui para deixar um carinho
    com bastante saudades de você.
    deixei um mimo na postagem
    se for do seu gosto é oferecido com muito carinho.
    Quando fico ausente chega doer a saudade,
    porém mesmo no silêncio jamais esqueço de você.
    Eu acredito na verdadeira amizade ,
    que o tempo não corrói
    permanece viva e cravada no coração e na alma.
    O fato de não estar conseguindo chegar a todos blogs como sempre
    fiz esta me custando acreditar ,
    que na dor perdemos
    pessoas , que fantasiava meu blog com frases
    de carinho sem medo eu digo..estão hoje sumidas
    como - se contagiasse seus
    dedos ou seu corpo deixar um alo nos comentários .
    Estou feliz contigo , que independente
    da minha presença dedicou a mim de todo coração
    a mais doce amizade e presença constante.
    Eu acredito em Deus e em sua divina justiça
    se hoje eu choro amanhã chora quem
    sem a menor sabedoria me abandona quando eu
    mais preciso.
    Seu carinho e amizade para mim é tudo ,
    e por isso agradeço e agradecerei sempre
    por seu carinho comigo.
    Um abençoado final de semana muita paz
    beijos até sempre..Evanir.


    ResponderEliminar
  10. Lembrei-me automaticamente desta música....
    http://www.tvi24.iol.pt/videos/musica/video/13128042/71

    ResponderEliminar
  11. Não sendo grande apreciador de poesia, Florbela é uma das que sempre me atrai a atenção
    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar