sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

CLANDESTINAS MADRUGADAS

(post reeditado)

Imagem da Net




Quando
a noite geme
baixinho
e vagueamos
clandestinas madrugadas

Quando
te encolhes
no meu peito,
silencias nos meus braços
e te fazes tão imensa

Quando
o desejo nos enlaça
e as mãos se libertam,
ansiosas…

Quando
o fogo nos consome
num ímpeto de prazer
e de calor,

há momentos de sonho
e aventura,
há rios de amor
e de ternura,
Há lábios de fogo
e de loucura,
há palavras rubras
de desejo,
há infinitos por detrás
de cada beijo,
há um corpo ardente
que se abraça
sedento de beber
na mesma taça… 


ALBINO SANTOS
(in "Gotas de Luz")


10 comentários:

  1. Lindoooooo...desconhecia este teu blogue mas vou já linkar-te.
    Beijinhos boazona!
    :))

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Lynce

      Ó rapaz... mas onde te enfiaste tu??
      Dá notícias se fazes favor!


      Beijos preocupados

      Eliminar
  2. ✫✫✫
    Passei para conhecer o seu blog... muito poético e romântico.

    ✫✫✫
    "Que o Natal seja mais um momento
    em que as pessoas acreditem
    que vale a pena viver um
    ANO NOVO!!!"

    Feliz Natal!!!

    (⁀‵⁀,) ✫✫✫
    .`⋎´✫✫¸.•°*”˜˜”*°•.✫
    ✫¸.•°*”˜˜”*°•.✫✫
    .•°*”˜˜”*°•.✫✫✫ MERRY CHRISTMAS!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Inês

      E eu fiquei muito grata com a tua visita.
      Que 2013 seja um ano mágico para ti!
      Felicidades (^^)

      Eliminar
  3. Respostas

    1. Pedro

      Albino Santos é um poeta de belas palavras. Vale a pena conhecer a sua obra de perto.
      (eu tenho o prazer de possuir uma das suas publicações autografado por ele)


      Beijinhos poéticos
      (^^)

      Eliminar
  4. Que belíssimo poema !!! ... Gostaria de me saber expressar assim tão poeticamente e dizer (escrever) coisas belas como estas ! ... Não é para todos, infelizmente ! Porque será que todos poderemos sentir o mesmo, mas não expressá-lo do mesmo modo ?...

    Há dias disse que não conhecia o Ulisses L., agora digo que também não conhecia o Albino Santos :((( ... lamento,... e o problema é meu ! :((

    Beijos cheios de infinitos, minha Deusa !
    .

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Gosto de dar a conhecer o que conheço.
      Conheci a obra deste poeta através de um blogue onde ele partilhava a sua poesia... mas entretanto fechou-o e deixei de ter contacto com ele.
      Cheguei a ir ao Porto ao lançamento de uns dos seus livros de poesia, o "Nos leves dedos de um vento", que gosto de ter na mesinha de cabeceira para ler de vez em quando.


      Beijinhos partilhados
      (^^)

      Eliminar